Nuncios


Contenidos patrocinados

Os invíos caminhos

“Em sua praia particular, uma cena se desenha: ela com seus papéis datilografados, com todos os conteúdos das disciplinas transformados em perguntas e respostas que ela mesma datilografava, letra a letra, na vela máquina Hemington de seu avô. E andava com esses papéis debaixo do braço, e com eles ia para a beira do mar. Os papéis voando, e ela, atrás deles, a correr”. Transitando entre a literatura, o testemunho de uma experiência e a teoria psicanalítica, o livro Os ínvios caminhos —escrever, ler, psicanalisar— apresenta o trabalho com a letra no seu ponto de abalo. Nesse lugar do literário que insiste e, ao mesmo tempo, resiste, funda-se um campo inundado: paisagem a descoberto.

How green is your smartphone?

Introduction to How Green is Your Smartphone?  Polity Press, 2020 (http://politybooks.com/bookdetail/?isbn=9781509534715)   The Economist newspaper identified 2019 as “peak smartphone.” The “most successful consumer product in history” had reached four billion out of the world’s five and half billion adults. Over 95 percent of Americans owned a cellphone, and smartphones comprised 77 percent of that total. The highest concentration was …

Feminino de ninguém

“Havendo um significante —feminino de ninguém— em torno do qual este livro se tece, não há, entretanto, palavra de ordem a mover suas investigações. Há impulso do poema vivo a arejar os textos lidos. Para se chegar a isso, há, evidentemente, rigor. Porque, se o feminino é de ninguém, o percurso que sustenta o significante é próprio, singularmente próprio. Tem corpo e assinatura, como há assinatura dos elementos na pulsação luminosa dos astros. Se sobre esses lugares não se pode ter os pés, não significa que de sua existência não haja escrita. Há pulsação luminosa dos corpos, há ritmo irrepetível, há testemunho e assinatura feminina de ninguém” (Trecho do prefácio do livro, por Erick Gontijo Costa).

¿Cuán verde es tu celular?

Polity Press, 2020 https://politybooks.com/bookdetail/?isbn=9781509534715 El periódico The Economist calificó al 2019 como el año del “smartphone máximo”. El “producto de consumo más exitoso de la historia” ha alcanzado a 4 mil millones de los 5.500 millones de adultos del mundo. Más del 95 por ciento de los estadounidenses tienen un teléfono celular, y los teléfonos inteligentes representan el 77 por …

Klastos. Investigación y crítica cultural

Klastos apuesta por cruzar el aparato crítico y analítico de los saberes académicos (del amplio espectro de la teoría crítica y de la economía política y la sociología) con las formas de escritura del más notable periodismo de investigación para hacer crítica cultural accesible a un público general, no necesariamente especializado. Hemos abordado la relevancia de la crítica cultural, el papel de las élites, la banalización de la política institucional, la necesidad de redefinir las políticas culturales, la mercantilización de la educación artística o el papel de la infraestructura en la configuración de la ciudad. Nos centramos en Puebla, pero no solo.